W3C

Em conformidade com:

A Cidade

Iuiú- Bahia

História

Iuiú, município brasileiro, situado no Estado da Bahia, no Vale do Iuiú, região que já foi uma das maiores produtoras de algodão do país. A ocupação do município de luiú está vinculada à história do município de Carinhanha, cujo povoamento relaciona-se ao movimento dos bandeirantes em busca de regiões produtoras de ouro pelo interior do país. Em 1917, após expulsão dos Kaipós que habitavam a região, os bandeirantes ali se fixaram, instalando currais de gado e utilizando a região como base de operações comerciais entre Minas e Bahia, incluindo entre essas, fornecimento de gado e de escravos. Em 1931, o município de Carinhanha, ainda um distrito, foi dividido em seis regiões: Carinhanha, Cocos, luiú, Malhada, Parateca e Rio Alegre. A região de Malhada e luiú mantiveram-se como território de Carinhanha até a década de 60 do século XX, quando passou a constituir o município de Malhada. A dinâmica histórica da ocupação da região compreendeu dois importantes ciclos econômicos: no primeiro, a pecuária extensiva, associada ao extrativismo, que perdurou até meados da década de 50, quando teve início o segundo ciclo econômico, do algodão herbário. Em 1989, luiú desmembrou-se da Malhada, formando um novo município, fato favorecido pelo deslocamento da lavoura para o chamado Vale do luiú, o que permitiu o crescimento econômico necessário à sua emancipação. O topônimo luiú é originário de um peixe pequeno, conhecido como iuiú encontrado em grande quantidade em rios da região. O povoado que deu origem ao Município do luiú, se iniciou às margens do riacho do luiú, próximo à Serra do luiú, originário de dois núcleos circunvizinhos: Morrinhos e Roçadinho, com a primeira Igreja e o cemitério construídos em Morrinhos e um mercado de madeira, coberto de casca de Pau d'arco, localizado em Roçadinho. Iuiú, distante a 896 km da Capital do Estado, obteve sua emancipação Política Administrativa em 24 de fevereiro de 1989, através da Lei Estadual n° 4.833, publicada no Diário Oficial em 26 de fevereiro do mesmo ano, quando se desmembrou do Município de Malhada.